20 anos de Photo&grafia - agência de comunicação
Pesquisa de Notícias Mês: Ano: Assunto:

Futsal

16/11/2014

Brasil conquista o oitavo título do Grand Prix de Futsal

Seleção Brasileira goleou a Colômbia por 7 a 2
Seleção comemora título
Gaspar Nóbrega

São Bernardo do Campo (SP) - O Brasil é octacampeão do Grand Prix Masculino de Futsal. Neste domingo (16), a equipe comandada pelo técnico Sérgio Schiochet começou o jogo devagar e após o 1 a 1 no primeiro tempo, desencantou e, no final do confronto, venceu a Colômbia por 7 a 2. A Seleção Brasileira contou com o apoio da torcida do início ao fim da partida e comemorou com os 5.350 torcedores presentes ao Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). Além de comemorar o título, o Brasil ficou ainda com o troféu Fair Play e com o de melhor jogador, que foi o capitão Falcão.

O primeiro tempo contou apenas com dois gols - um para cada lado. A Colômbia abriu o marcador com o capitão Angellot. E, aos 10 minutos, Leandro fez o primeiro do Brasil. A etapa final mal havia começado e Rodrigo marcou o segundo da Seleção Brasileira. Logo depois, o mesmo jogador fez mais um e o Brasil ampliou para 3 a 1. A Seleção Colombiana, então, descontou e o placar foi para 3 a 2. Valdin foi o responsável pelo quarto gol brasileiro. Um belo gol de Daniel, após reposição do goleiro Gian, colocou o Brasil em vantagem por 5 a 2. Daniel marcou mais um e o placar foi para 6 a 2. Falcão também deixou sua marca em um belo gol, de longe, e o duelo fechou em 7 a 2.

Falcão, dono do último gol do Grand Prix, eleito o melhor jogador da competição e capitão do Brasil, comemorou o título e relembrou alguns momentos de sua trajetória no futsal. "O que fica são os números, os dados, e daqui a 20 anos ninguém vai apagar as nossas conquistas. A minha satisfação e alegria estão renovadas. Nesse tempo que fiquei longe da Seleção, fiz um trabalho psicológico por saber que tudo isso está acabando. Cada momento é diferente, é importante, especial. Hoje é um jogo a mais e um a menos ao mesmo tempo", analisou Falcão

O ala elogiou a safra que está chegando. "Temos um bom grupo e é bom ver essa geração tendo tranquilidade para jogar e já comemorando títulos. Tivemos o ginásio completamente lotado, com algumas pessoas do lado de fora, e nós jogamos um futsal bonito, alegre e, no segundo tempo, transformamos o resultado pela nossa qualidade. O futsal está evoluindo e é legal ter esses jogos mais acirrados", destacou Falcão.

Outro ala do Brasil, Leandro ressaltou o desempenho da equipe nesta final. "Deu tudo certo. No primeiro tempo, tivemos um bom volume de jogo, mas a bola não entrou. No segundo, isso mudou e presenteamos essa torcida maravilhosa que encheu o ginásio", disse.

Um dos últimos convocados, para substituir o fixo Neto, Leco vibrou com o título e com a oportunidade de representar o País nesta competição. "Vestir essa camisa é o ápice da carreira do atleta. Sabemos que a concorrência é grande, que há uma disputa saudável e cada minuto aqui dentro é importante para o Serginho selecionar o time que vai buscar a hegemonia no próximo Mundial. Estou sempre à disposição da Seleção", afirmou Leco.

Há apenas dois meses à frente da Seleção, o técnico e ex-atleta Serginho já pode comemorar um título importante nesta sua nova função. "Assumi a Seleção após essa nova sistemática da Confederação e sabia da minha grande responsabilidade. Para mim esse título é muito importante", comemorou. 

Sobre o que fez para mudar a postura do grupo no segundo tempo, Serginho foi categórico. "Começamos o jogo com um sistema tático que favoreceu a marcação dos nossos adversários. Fizemos uma leitura clara disso e, no intervalo, modificamos o que era necessário e conversamos com a equipe para que eles mudassem a forma de agir. No segundo, eles tiveram mais calma no momento certo, principalmente na hora das finalizações para o gol, e isso deu muito certo", analisou Serginho.

Nos demais jogos pelo Grand Prix, o Brasil venceu o Vietnã (8 a 1) e a Colômbia (4 a 0) na fase classificatória. Na semifinal, passou pela Guatemala (8 a 2). Já a Colômbia, depois da derrota para a Seleção Brasileira, ganhou do Vietnã (6 a 2), ainda na primeira fase, e derrotou o Irã (4 a 3) na semifinal.

Artilheiro da competição - O iraniano Hossein Tayebibidgoli foi quem mais balançou a rede durante a competição. Ele marcou nove vezes e, além de sua equipe ter vencido a  disputa do terceiro lugar, pôde levantar a taça de artilheiro. 

Gols do Brasil: Rodrigo (2), Daniel (2), Falcão (1), Leandro (1) e Valdin (1)
Gols da Colômbia: Angellot (1) e Yulian (1) 

Tabela de jogos

Quarta-feira (12)
Jogo 1 - Irã 7 x 2 Guatemala (5 x 0 no primeiro tempo)
Jogo 2 - Brasil 8 x 1 Vietnã (4 x 0 no primeiro tempo)

Quinta-feira (13)
Jogo 3 - Costa Rica 1 x 2 Guatemala (1 x 2 no primeiro tempo)
Jogo 4 - Brasil 4 x 0 Colômbia (3 x 0 no primeiro tempo)

Sexta-feira (14)
Jogo 5 - Colômbia 6 x 2 Vietnã (2 x 0 no primeiro tempo)
Jogo 6 - Irã 5 x 1 Costa Rica (1 x 1 no primeiro tempo)

Sábado (15)

Semifinal
Jogo 7 - Brasil 8 x 2 Guatemala (4 x 1 no primeiro tempo)
Jogo 8 - Irã 3 x 4 Colômbia (1 x 2 no primeiro tempo)

Disputa do quinto lugar
Jogo 9 - Vietnã 1 x 3 Costa Rica (0 x 0 no primeiro tempo)

Domingo (16) 

Disputa do bronze
Jogo 10 - Guatemala 4 x 10 Irã (2 x 3 no primeiro tempo)

Final
Jogo 11 - Brasil 7 x 2 Colômbia (1 x 1 no primeiro tempo)

O Grand Prix Masculino de Futsal tem a promoção da CBFS, realização da TFW Marketing Esportivo, apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo e patrocínio dos Correios, Chevrolet e Pulse.

Rua Belém, 322 – Vila Assunção – Santo André(SP) – Cep 09030-120 | Telefone: (11) 4438-8200
Plantão: (11) 9 7653-7957
© PHOTO&GRAFIA agência de comunicação - 2009 - Todos os Direitos Reservados | Criação de sites: PWI