20 anos de Photo&grafia - agência de comunicação
Pesquisa de Notícias Mês: Ano: Assunto:

Jogos Abertos - SBC

26/09/2006

PARA FICAR NA HISTÓRIA

BALANÇO: JOGOS ABERTOS DE SÃO BERNARDO FORAM OS MELHORES DA HISTÓRIA

Foram 13 dias de evento desde a chegada do fogo simbólico na segunda-feira, 11 de setembro, até o último jogo disputado na noite de sábado (23). E o balanço dos maiores Jogos Abertos do Interior da história só podia ser positivo, pelas inovações que trouxe e pelo legado que deixou ao município de São Bernardo do Campo, à maneira de se organizar o evento em si e ao esporte de forma geral.

 

Não foi à toa que o coordenador de Esportes da Secretaria da Juventude, Esportes e Lazer do Estado de São Paulo, Antônio Carlos Pereira, afirmou que os Jogos Abertos se dividem em antes e depois de São Bernardo do Campo. Pereira acompanha o evento há 36 anos e afirmou nunca ter visto tanto profissionalismo como o demonstrado pela cidade do ABC.

 

“Nesses 70 anos de realização, os Jogos sofreram mudanças, sempre ascendentes. Mais modalidades foram incorporadas, mais atletas começaram a participar. Acho, porém, que São Bernardo do Campo é um divisor de águas. Primeira vez que vejo organização tão competente e profissional, elogiada por todas as delegações. Não há do que reclamar. Acolhimento nos alojamentos, a estrutura, tudo perfeito”, disse Pereira.

 

Para Pereira, ninguém vai conseguir esquecer qual cidade organizou os Jogos de 2006. “Conquistar o título geral dos Jogos foi uma coisa tênue se compararmos com o que significou organizar essa edição do evento. Dentro de alguns anos, ninguém vai lembrar da campeã, mas todo mundo se lembrará da cidade sede, pois impressionou. E as cidades que vão organizar os Jogos nos próximos anos têm um problema pela frente que é fazer igual ou melhor. Se fizerem igual já estará ótimo”, completou.

 

Os 70º Jogos Abertos do Interior contaram com a participação de 189 cidades (duzentas se inscreveram, mas houve desistências), 1.464 equipes (masculinas e femininas) e 13.415 envolvidos entre atletas e dirigentes. Vinte e quatro modalidades esportivas contaram pontos para as cidades participantes e outras oito extras foram disputadas como exibição, podendo ser adotadas definitivamente nas próximas edições dos Jogos.

 

São números gigantes, semelhantes aos de eventos esportivos internacionais e que se somam a outros, como os R$ 10 milhões investidos na reforma e adequação dos espaços esportivos da cidade. O resultado desse investimento foi uma organização profissional, nunca vista antes na história dos Jogos.

 

“O balanço que faço é o melhor possível. As cidades participantes se manifestaram de forma positiva e aprovaram as instalações esportivas. A Secretaria de Esportes do Estado afirmou que São Bernardo é um divisor de águas e, principalmente, o legado que os Jogos deixaram para a cidade é positivo. Houve envolvimento da cidade e o que ficou foram equipamentos que servirão para aprimorar o nosso trabalho junto à comunidade”, comentou o secretário de Esportes de São Bernardo, José Fiorizi Piovesana.

 

E parte do que foi empregado nos Jogos Abertos já será novamente aproveitado durante os Jogos Escolares de São Bernardo do Campo, que começa nesta sexta-feira. “Cerca de 18.400 alunos vão participar dos Jogos Escolares nos mesmos locais onde aconteceram os Jogos abertos. Menos o Pavilhão Vera Cruz, que não pertence à Secretaria de Esportes”.

Rua Belém, 322 – Vila Assunção – Santo André(SP) – Cep 09030-120 | Telefone: (11) 4438-8200
Plantão: (11) 9 7653-7957
© PHOTO&GRAFIA agência de comunicação - 2009 - Todos os Direitos Reservados | Criação de sites: PWI