Pesquisa de Notícias Mês: Ano: Assunto:

16/10/2003

A OPINIÃO DE BAKALHAU

FUTEBOL CARIOCA

FUTEBOL NO RIO - 1

 

Quem não leu, perdeu a entrevista do Zé Roberto, ex-jogador de futebol do Fluminense, publicada no jornal O Globo na última segunda-feira, mostrando o porquê do estágio do futebol carioca no contexto nacional. É simplesmente imperdível. Mostra conhecimentos de administração no esporte, treinamento desportivo e uma lógica mordaz. Procurem recuperar esta entrevista!

 

FUTEBOL NO RIO - 2

 

Eu estava no Rio na última segunda e terça-feira a trabalho (e confesso que tenho um prazer enorme em estar no Rio de Janeiro). Mas, o teor das reportagens de todos os jornais de terça-feira pela manhã, dando ênfase a uma “fofoca” de novela, me pareceu de um provincianismo ímpar. Todos os órgãos de imprensa que li, davam destaque ao fato do Beto - atleta do Vasco -  chegar no seu clube atual com duas camisas do Flamengo, e dá-las de presente a alguns policiais que foram ao treino do Vasco. Será que isto é tão relevante para  ser noticiado? Vai levar a algum lugar? Vai melhorar o futebol? Ou vai vender jornal? Desculpem-me, mas não considero uma atitude profissional da imprensa dar tanta ênfase a um assunto tão irrelevante em minha ótica.

 

BRASILEIRO DE BEACH SOCCER EM SÃO PAULO

 

Na próxima semana, os moradores do ABC, principalmente os de São Bernardo do Campo, terão a oportunidade de ver de perto os melhores jogadores de beach soccer do Brasil. O Campeonato Brasileiro da modalidade será disputado numa arena montada no estacionamento do ginásio poliesportivo de São Bernardo do Campo, entre os dias 21 e 26 de outubro. Quem puder ir, verá um grande espetáculo. Não tenho dúvidas em afirmar que este é o melhor campeonato de beach soccer do mundo, reunindo os melhores jogadores do país, principalmente os atletas do Rio de Janeiro, do Espírito Santo e do Nordeste, que irão brindar o público presente com jogadas sensacionais. Não percam!!!

 

HISTÓRIAS DO ESPORTE

 

Em 1990, antes de participarmos com a seleção brasileira de voleibol feminino do mundial da modalidade, disputado na China, a CBV enviou a seleção feminina a uma excursão de 31 dias pela Itália, Rússia e Alemanha Oriental. Foram 12 atletas, entre elas Ana Richa, Ida, Kerly, Ana Moser, Fernanda Venturini, Márcia Fú, Fofão, etc. Ou seja, a nata do voleibol brasileiro. E a época, não tão distante assim, não era tão boa. Viajamos com 12 atletas, o saudoso Inaldo Manta como técnico e eu como preparador físico, supervisor, assistente, médico etc. Ainda não tínhamos o Banco do Brasil como patrocinador e tínhamos limitações orçamentárias, mas fomos mesmo assim e participamos com muita garra de toda a viagem, com dificuldades na Alemanha Oriental e Rússia principalmente. Racionamento de água, horários certos para os banhos quentes, racionamento de papel higiênico. Isto também ajudou muito o grupo, pois as meninas se ajudavam. A dificuldade era de todos, nosso intérprete - o Misha - comprava papel higiênico no câmbio negro para todos e cerveja no câmbio negro para nós da comissão técnica. Tempos difíceis, mas que não vão sair da memória por todas estas nuances interessantes. E serve também como exemplo, para não nos esquecermos que o voleibol, que hoje, 13 anos depois, não encontra mais estas dificuldades para o treinamento de suas equipes, passou por estes momentos até encontrar seu caminho de sucesso financeiro. Serve como exemplo a todos os esportes e ao patrocinador maior do voleibol - o Banco do Brasil, que veio para mudar a história deste esporte, que antes vivia entre os patrocínios esporádicos ora da Caixa Econômica, ora da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, ora da Sadia etc. Parabéns ao Banco do Brasil, pois é um exemplo como patrocinador, com projetos de longo prazo, entrando em todos os espaços que o voleibol lhe proporcionou como estratégia de marketing.

 

Ricardo Trade é diretor da MKT Sports ( ricardo.trade@mktsports.com.br ) e colaborador da Photo&Grafia Comunicação

Rua Belém, 322 – Vila Assunção – Santo André(SP) – Cep 09030-120 | Telefone: (11) 4438-8200
Plantão: (11) 9 7653-7957
©GANegócios do Esporte - 2009 - Todos os Direitos Reservados | Criação de sites: PWI Web Studio