Pesquisa de Notícias Mês: Ano: Assunto:

Vôlei

26/04/2002

SELEÇÃO MASCULINA

BERNARDINHO ESTÁ DE OLHO NOS LEVANTADORES PARA O FUTURO

Ninguém melhor que um ex-levantador para avaliar o trabalho da nova geração de levantadores do voleibol brasileiro. Com a experiência de quem já defendeu o Brasil nesta posição, o treinador da seleção masculina Bernardo Rezende está de olho nos novos talentos para ocupar a posição no futuro. Dos 10 atletas convidados para os treinamentos desta temporada, três são levantadores: Royal, Bruno Silva e Evandro Batista. Para o técnico, esta é a oportunidade de conhecer mais o trabalho dos três jogadores. "Estamos avaliando o desempenho deles aos poucos. São garotos motivados, voluntariosos, e que estão bem fisicamente. Está sendo um conhecimento mútuo. Estamos observando de perto o voleibol deles e eles estão conhecendo a nossa metodologia de trabalho", diz. Bernardinho parece estar preocupado com o futuro do vôlei nacional na posição. "Sabemos da carência nesta posição. Temos três grandes jogadores: Maurício, Ricardinho e Marcelinho. Mas são sempre os mesmos nomes. Por isso, estamos fazendo um trabalho de observação para o futuro", explica o treinador. Ronaldo Henrique, o Royal, de 25 anos e 1,93m, e Bruno, 20 anos e 1,94m, disputaram a Superliga pelo Shopping ABC/Santo André e despertaram a atenção do técnico. "O Royal fez uma excelente Superliga, não é tão jovem, mas queremos ter a oportunidade de conhecê-lo melhor. Já o Bruno foi campeão mundial juvenil no ano passado, atuou como reserva do Royal na Superliga, e merece ser analisado", avalia. Outro que chamou a atenção do treinador foi Evandro Batista, de 20 anos e 1,97m. "O Evandro me surpreendeu muito nos jogos que assisti da Intelbras/São José na Superliga. Ele não era o titular, mas garantiu a posição ao longo da competição. Ele possui uma capacidade física excepcional, mas ainda não tem a rodagem dos outros", elogia Bernardo. Consciente da evolução do voleibol nos últimos anos, Bernardinho dá as dicas para os levantadores. "Primeiramente, cada um precisa cumprir muito bem a função, que é levantar. Depois, precisam saber tomar decisões importantes durante a partida e ter olhar tático. Um bom saque e um bom bloqueio são importantes. Na defesa, a maioria já se destaca por causa de suas características. Enfim, se conseguirmos aliar capacidade técnica e tática com altura, bloqueio e saque, teremos sucesso", revela o treinador. Assessoria de Comunicação-CBV/Edelman Basi

Rua Belém, 322 – Vila Assunção – Santo André(SP) – Cep 09030-120 | Telefone: (11) 4438-8200
Plantão: (11) 9 7653-7957
©GANegócios do Esporte - 2009 - Todos os Direitos Reservados | Criação de sites: PWI Web Studio