Pesquisa de Notícias Mês: Ano: Assunto:

Pautas especiais

De Manaus para SP: Caçula do Hinode Barueri ganhou convite de Zé Roberto como 'presente de Natal'

Moara, de 16 anos, foi convidada pelo tricampeão olímpico para integrar a equipe principal
Moara, ponta do Hinode Barueri
Divulgação

Da redação, Santo André (SP) - Dezesseis anos e 1,78m de muita determinação. Se não fosse por sua ousadia e sua coragem de se arriscar, Moara da Silva Santos não estaria, hoje, trabalhando ao lado do tricampeão olímpico José Roberto Guimarães. Nada mal para um começo de carreira, não é mesmo? Sem medo, a ponteira deixou Manaus (AM) no começo do ano passado para correr atrás de seus sonhos. Em dezembro, viu uma entrevista do treinador pela TV e procurou a base do Hinode Barueri. No dia 23, se surpreendeu com o convite para integrar a equipe adulta de vôlei.

Na época, Moara jogava na base do Praia Clube, em Minas Gerais. Tinha a opção de renovar seu contrato, mas preferiu ir para São Paulo para ter mais aprendizado e visibilidade. "Procurei o Carlinhos, técnico do sub-19, fiz a peneira e passei. Mas os treinos só começariam em fevereiro. Quando eu estava de volta em Manaus para as festas, o Carlinhos me ligou e disse que o Zé queria me conhecer para ver se eu tinha condições de jogar na equipe principal. Foi meu presente de Natal. Não pensei duas vezes."

O convite não foi nada diante da sensação de ver um dos maiores nomes do vôlei de perto. "Cheguei a Barueri de vez no dia 3 de janeiro. O Zé já estava me esperando. Vi ele conversando com meu pai e fiquei em estado de choque, observando e pensei: 'não é possível que ele está mesmo na minha frente'. No começo, fiquei com vergonha. Mas agora já pedi para tirar uma foto com ele", contou a caçula do Hinode Barueri.

É tudo muito novo para a menina que veio do Amazonas. Mas desde cedo, a ponteira sabe o que quer. Começou a jogar vôlei em um escola de iniciação, aos nove anos. Depois de três temporadas, ganhou uma bolsa no colégio Adalberto Valle e, no ano seguinte, em 2015, defendeu o La Salle. A manauara chamou atenção nos Jogos Escolares e foi morar em Minas para defender o Praia Clube.

"Logo me apaixonei pelo vôlei. Desde pequena sonho em ser profissional. Em Manaus, não tem campeonatos, incentivo... é difícil. Só não saí do meu Estado antes porque aos 14 anos não é oferecido alojamento. Mas foi uma decisão fácil porque meus pais sempre me apoiaram. Amadureci muito como atleta e como pessoa e aprendi com o Zé que para realizar um sonho preciso fazer mais do que todos, fazer diferente."

Sem tanta pressão, mas com dedicação para aprender e abraçar a oportunidade que lhe foi dada, Moara quer alcançar seus objetivos e ajudar Zé Roberto a concretizar o sonho dele de levar o Hinode Barueri para a elite do vôlei nacional. O caminho, para isso, é conquistar o título da Superliga B. A equipe paulista disputa a semifinal da competição nos dias 25 de março e 1 de abril. O adversário ainda não está definido.

Rua Belém, 322 – Vila Assunção – Santo André(SP) – Cep 09030-120 | Telefone: (11) 4438-8200
Plantão: (11) 9 7653-7957
©GANegócios do Esporte - 2009 - Todos os Direitos Reservados | Criação de sites: PWI Web Studio